Honda lança no Brasil scooter X-ADV, novas CBR 1000RR e Biz

13/11/2017 16:07

No estande da Honda no Salão Duas Rodas, que ocorrerá de 14 a 19 de novembro no São Paulo Expo, as novas CBR 1000RR e Biz já eram esperadas. A surpresa é a chegada ao Brasil do scooter aventureiro X-ADV, que compartilha o motor de 2 cilindros paralelos da NC 750X. O aspecto mais interessante do X-ADV é trazer a estética e alguns itens de motos big trail para um tipo de veículo urbano prático, mas que não costuma despertar emoções na configuração convencional.

Entre os itens de série do scooter, que já tem o preço fixado em R$ 52.500, estão para-brisa ajustável manualmente em cinco posições (até 13 cm de altura), protetores de mão e de cárter. As rodas com raios de fixação externa têm 17 polegadas na dianteira e 15” na traseira, em pneus para uso misto (120/70 e 160/60) atuando conjuntamente com suspensões de 153 mm e 150 mm de curso. O sistema de freio é duplo na dianteira com pinças radiais de quatro pistões. No porta-objetos de 21 litros cabe um capacete integral e no tanque 13 litros.

O sistema de câmbio não é CVT, e sim automatizado DCT de 6 marchas com transmissão final por corrente. É o mesmo princípio introduzido na VFR 1200F, com dupla embreagem de atuação hidráulica que permite engates automáticos rápidos nos modos Drive ou Sport, ou a seleção manual por meio de botões “+” e “-” no guidão.

Já a nova geração da CBR 1000RR Fireblade, inicialmente aguardada no país para meados deste ano, começa a ser vendida em duas versões: a standard (R$ 69.990) e a SP (R$ 79.990, com suspensões semi-ativas Öhlins, pinças monobloco Brembo e quickshifter). É uma esportiva mais compacta e até 15 kg mais leve que a anterior, com potência elevada a 192 cv e um pacote eletrônico completo: cinco modos de pilotagem atuam sobre mapas de entrega de potência, controle de tração, freio motor e anti-empinada (o ABS não dispõe de níveis, apenas pode ser desligado).

Por fim a Biz foi remodelada e ganhou painel digital, mantendo a parte mecânica inalterada. A 110 custa R$ 7.590 e a 125 R$ 9.390. 

A Honda também exibe a nova geração da touring Gold Wing, que começará a ser vendida durante 2018 e ainda não teve os preços definidos, e para medir a reação do público a custom 500 e a retrô CB 1100.

APLICATIVO



INSTAGRAM