Duas Rodas
  • Revista Digital
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube

Equipamentos de segurança

Capacete

Prefira capacetes fechados, que também protegem a face. Seja qual for o modelo, a cinta que o prende embaixo do queixo deve estar sempre afivelada e justa. O tamanho correto de capacete também é o que fica justo na face e pressiona levemente as bochechas, sem permitir qualquer movimento ou folga que o deixe girar na cabeça. Após os primeiros dias de uso ele ficará menos justo, e isso deve ser considerado na escolha.

Para ficar mais confortável, prefira capacetes com vias de ventilação abaixo e acima da viseira. Preferencialmente, que possam ser fechadas e abertas para melhor adaptação a variações no clima. A ventilação interna é importante também para evitar o embaçamento da viseira, que prejudica a visibilidade e a segurança. A higiene é bastante facilitada pela presença de forro removível, que pode ser lavado com sabão neutro e recolocado no capacete após a secagem.

Na escolha do capacete não se esqueça de checar a qualidade da viseira e se o modelo tem abertura por estágios, que permite abri-la parcialmente quando for o caso. Capacetes com viseira fina não protegem os olhos no caso de um carro ou caminhão à frente lançar pedras. Prefira viseiras com pelo menos 1,5 mm de espessura. Se for antirrisco e antiembaçante, melhor. As viseiras fumê ou espelhadas são proibidas à noite porque comprometem a visibilidade.

Antes de comprar procure o selo do Inmetro na parte de trás ou na etiqueta presa à cinta, informando que o capacete foi aprovado pelo instituto e pode ser vendido no Brasil. Capacete sem o selo original, com a numeração correspondente ao modelo, rende multa.

 

Jaqueta

É importante andar de moto com braços e pernas protegidos por roupas de tecido resistente. Já existem calças jeans com proteções para joelhos e quadril produzidas para quem anda de moto. As lojas especializadas também vendem conjuntos de tecido sintético, como poliéster e poliamida, com reforços e proteções para cotovelos e ombros. As jaquetas de couro são em geral mais resistentes que as sintéticas em caso de queda com deslizamento no asfalto. Também custam mais, são mais pesadas e menos ventiladas. São mais indicadas para uso em rodovias e velocidades mais elevadas. Prefira jaquetas claras, que, além de reduzirem o calor, são mais fáceis de serem vistas à noite pelos motoristas. Equipamentos com adesivos e tecidos reflexivos também são bem-vindos.

Assim como o capacete deve ficar justo, jaqueta, calça, botas e luvas também precisam estar rentes ao corpo. Caso contrário, saem facilmente e podem “girar” torcendo membros e causando ferimentos. Prefira jaquetas com forro removível, zíperes para abertura de ventilação e bolsos impermeáveis. São recursos que aumentarão seu conforto seja qual for o clima.

 

Botas

Calçados fechados e sem salto garantem segurança mínima. O ideal é usar botas para motociclistas, que são mais rígidas e incluem proteções nos tornozelos. As botas para uso em moto também contam com reforços na parte usada para trocar de marcha, que costuma se desgastar nos calçados comuns.

Já existe uma grande variedade de botas para motociclistas, adequadas a diferentes usos e gostos. Há opções que protegem e também permitem o uso casual, sem abrir mão de conforto e obrigar à troca de calçado. As botas evoluíram muito nos últimos anos e agora possuem solado mais macio e materiais que resistem melhor à passagem de água. Botas sem língua e cadarço resistem melhor à entrada de água e evitam que o calçado fique preso à pedaleira ou corrente.

 

Luvas

As luvas são o equipamento de segurança mais esquecido, mesmo sendo um dos mais importantes. Em caso de queda nos protegemos com as mãos, que precisam estar protegidas para evitar ferimentos. Esqueça as luvas descartáveis de algodão, que não resistem à abrasão pelo asfalto nem possuem proteções que amorteçam e resistam ao impacto contra ossos e articulações. 

Prefira luvas de couro ou sintéticas com proteções sobre os dedos e camada de tecido dupla ou tripla na palma da mão, que mais se desgasta em caso de queda. A luva também precisa ter fecho na altura do pulso, para evitar que saia da mão com facilidade. Quem enfrenta clima frio, principalmente na estrada, precisa de luvas com forro mais espesso e maior comprimento para impedir a entrada de vento pelas mangas do casaco.

 



Classificados

Anunciar

Ofertas em destaque