Quatro Rodas

Customização fora do eixo

Estilo rústico com muito metal e couro dá o tom nesta Triumph montada longe dos centros de customização

08/02/2017 11:38

Projetos de customização com a Triumph Bonneville se tornaram comuns, mas entre tantos exibidos todos os meses ao redor do mundo este foi um dos que mais chamou nossa atenção em muito tempo. Mais surpreendente que isso foi descobrir que a criação não é europeia ou americana, e sim tailandesa. A custom shop Zeus fica na capital Bangkok, começou com os modelos de baixa cilindrada que dominam as ruas do país e de todo o Sudeste Asiático, e já reconhecida pela qualidade do trabalho passou a criar suas leituras de modelos de alta cilindrada de Triumph, Norton, Ducati, Moto Guzzi e até remodelando totalmente algumas mais antigas como Yamaha Virago, que exceto pelo motor V2 ficam irreconhecíveis com roupagem roadster.

O ponto de partida deste projeto foi uma Bonneville SE da geração anterior à atual, versão com rodas de liga de 17 polegadas que não foi vendida no Brasil. A ideia do designer Worawit Mooyong foi desenvolver o conceito de “estilo industrial”, com o qual se identifica e que influencia de diferentes formas os projetos da Zeus. “Queria algo rústico, que remetesse a metal, oxidação, e fosse multifuncional para a vida urbana, mas trazendo algo de estilo aventureiro”.  

Metal aparente

A mistura de metal e couro é o que define a identidade desta Bonneville. O trabalho com a moto começou pela remoção da pintura preta original do tanque de gasolina, seu polimento para uniformizar a superfície com aparência escovada, inscrições pretas nas laterais pintadas à mão e um verniz para dar brilho e proteger o aço. Não há mais peças plásticas, já que os para-lamas foram removidos, outro elevado foi confeccionado em aço para a traseira e no lugar das tampas laterais foram instaladas bolsas.   

Couro

Uma das especialidades da custom shop é o trabalho com couro, material usado nas customizações e em uma extensa linha de acessórios vendidos à parte na loja. Para contratar com o tom cinza dominante e remeter à rusticidade planejada por Mooyong foi escolhido couro marrom para uma capa de tanque que contorna a tampa estilo Monza e é presa por cintas laterais. Duas bolsas foram confeccionadas para o lugar das tampas laterais, a do lado esquerdo com um bolso externo onde tiveram a boa sacada de exibir ferramentas, que remetem ao estilo “industrial” do projeto. O marrom também está no banco de costuras transversais e manoplas.  

Trail urbana

As rodas foram mantidas com aros 17, menores e que facilitam mudanças de direção em uso urbano, mas passaram a ser raiadas e calçam pneus para uso misto mais largos, de 130 e 150 mm (antes 110 e 130 mm). A estética aventureira fica completa com sanfonas no garfo dianteiro, guidão com barra central e protetores de cárter e corrente em chapas de aço com orifícios redondos, de estilo rústico. A suspensão traseira foi aprimorada com amortecedores Öhlins reguláveis.

 

APLICATIVO



INSTAGRAM