Quatro Rodas

História: o trator de duas rodas

A americana Rokon chegou ao Brasil em meados da década de 1970 para encarar qualquer terreno

22/01/2014 15:40

Criada para uso rural em 1963 nos Estados Unidos, a Rokon desembarcou no Brasil na década seguinte custando pouco menos do que uma 125cc. Para enfrentar terrenos de baixa aderência, o modelo tinha tração integral nas duas rodas, largos pneus e peso seco de apenas 84 kg.

O modelo chegou às lojas com motor 2 tempos de 134cc e 10 cv a 8.000 rpm, câmbio CVT com embreagem automática e um seletor de 3 velocidades para tracionar cargas (como uma marcha reduzida) ou atingir 40 km/h de velocidade final. Sem suspensões, o trabalho de amortecimento ficava por conta dos pneus 670 x 15 de baixa pressão.

À época, o exército americano gostou do projeto e adotou a “moto-trator” – como era chamada nas propagandas – uma vez que o veículo era levado facilmente de navio à praia ou lançado de aviões com para-quedas. Em 1976, Duas Rodas avaliou o modelo: “é muito fácil de dirigir e os obstáculos como lama e subidas íngremes começam a ser enfrentados com uma facilidade raramente encontrada nas melhores motos de fora de estrada”.

A Rokon segue em produção nos Estados Unidos e custa US$ 6.375. A matéria completa sobre o veículo está na seção “Nossa História” da revista Duas Rodas de janeiro, que está nas bancas, na Apple Store e na Google Play.

Nas bancas: Guia naked elege oito modelos

Testando Limites: BMW F 800 GS Adventure vs. Triumph Tiger 800

Mercado: o brasileiro quer mais que o básico

Nossa História: a primeira esportiva da BMW completa 40 anos

APLICATIVO



INSTAGRAM