Honda mostra protótipos de nova naked 1000 e PCX elétrico

25/10/2017 07:10

O Tokyo Motor Show, que abrirá as portas no próximo dia 27, é uma tradicional exibição de protótipos e tecnologias para o futuro da indústria japonesa. Hoje a Honda antecipou informações básicas sobre os conceitos que serão exibidos e lançou oficialmente a nova touring GL 1800 Gold Wing, que está menor e mais leve em busca de agilidade na pilotagem.

A Gold Wing é uma moto completamente nova, que teve o chassi de alumínio e o motor boxer de 6 cilindros reprojetados de forma mais compacta, em duas versões: bagger e Tour (com top case, air bag e câmbio DCT opcional), alcançando redução de peso de até 48 kg em comparação ao modelo anterior. Somente o motor está 6,2 kg mais leve, tem 1.833cc, passa a adotar cabeçote de 4 válvulas por cilindro, e rende até 125 cv a 5.500 rpm e 17,3 kgf.m a 4.500 rpm.

Com o acelerador eletrônico agora oferece um pacote de quatro modos de pilotagem (Tour, Sport, Econ e Rain), que atuam também sobre controle de tração, ajuste de suspensões e freios combinados. Assistente de partida em subida e sistema start-stop completam a eletrônica embarcada. O câmbio pode ser convencional de 6 marchas com embreagem assistida e deslizante ou DCT de 7.            

A Neo Sports Café é uma naked esportiva de inspiração retrô que pode guiar o modelo de próxima geração da marca, após a saída de linha da CB 1000R e o lançamento de uma nova geração do propulsor com a renovada CBR 1000RR. A base é de superbike, com chassi de alumínio, suspensão dianteira invertida, pinças de freio radiais e motor de refrigeração líquida, mas o design usa um farol redondo de LEDs estilizado, painel TFT colorido em guidão baixo e plano, tanque de linhas arredondadas e assento espaçoso, apesar da rabeta curta. Um teaser da Honda sugere que o modelo definitivo, para produção em série, poderá ser apresentado em nenos de um mês no EICMA.

Por fim, o scooter PCX terá versões híbrida e elétrica vendidas na Ásia a partir de 2018. A híbrida combina motor elétrico e a combustão de capacidades ainda não reveladas, enquanto a exclusivamente elétrica terá um bateria portátil que pode ser retirada do scooter para ser carregada.