Lançamentos mais recentes estarão disponíveis para test-ride

Evento organizado por Duas Rodas no Circuito Panamericano poderá ser sua primeira oportunidade de testar

13/10/2020 11:00

Foram abertas nesta semana as vendas para test-ride de mais de 50 modelos de 10 marcas no Circuito Panamericano, em Elias Fausto (SP), nos dias 21 e 22 de novembro. As vagas por modelo são limitadas, e você já pode reservar com dia e horário de preferência aqui.

O evento organizado por Duas Rodas será a primeira oportunidade para teste de modelos recém-lançados neste segundo semestre, veja algumas novidades que você poderá experimentar no maior complexo de pistas da América Latina:

BMW R 1250 RT – a touring de 2 cilindros boxer usa o mesmo propulsor da big trail GS, recentemente atualizado com cilindrada maior e comando de válvulas variável para render até 136 cv a 7.750 rpm e 14,5 kgf.m a 6.250 rpm. Também com transmissão final por eixo cardã, virá com amplo pacote de série que inclui o sistema de suspensão semiativa ESA, que se regula eletronicamente durante a pilotagem, modos de condução (Rain, Road e Dynamic) que ajustam controle de tração e ABS, quickshifter, assistente de partida em rampa, cruise control, monitoramento de pressão dos pneus, sistema de áudio bluetooth, faróis auxiliares de LED, malas laterais, assento e manoplas aquecidos. 

BMW S 1000 RR com pacote M – a superbike com pacote esportivo M vem com rodas de fibra de carbono e até bateria de lítio para reduzir o peso em 3,5 kg. Além do peso total diminuído, a roda dianteira mais leve potencializa mudanças de direção mais rápidas. Outros itens do novo pacote são o ajuste de entreeixos no braço oscilante da suspensão traseira e banco mais firme e aderente, ao estilo das competições, para uso extremo em circuito fechado. Aos modos de pilotagem Rain, Road, Dynamic e Race foram acrescentados os controles Pro, para pista fechada, que incluem controle de largada e limitador de velocidade em pit-lane. 

Ducati Multistrada 950 S – a versão topo de linha da 950 tem como diferenciais faróis que passam a ser de LED e que adaptam o facho em curvas, painel TFT colorido de 5 polegadas, suspensões com ajuste eletrônico, rodas raiadas, cruise control e quickshifter para elevação e redução de marcha sem acionamento da embreagem. A assistência eletrônica inclui quatro modos de pilotagem (Urban, Touring, Sport ou Enduro) atuando sobre entrega de potência, nível de interferência do controle de tração e do ABS.  

Ducati Panigale V4 S – atualizada para se tornar mais fácil de pilotar e rápida nos tempos de volta, recebeu uma série de revisões vindas da experiência no Campeonato Mundial de Superbike. O chassi é o mesmo da V4 R que compete no Mundial, com rigidez alterada nas laterais buscando melhor “feeling” da dianteira nas inclinações. As suspensões eletrônicas Öhlins também foram recalibradas. Na parte eletrônica, mapas de entrega de potência, controle de tração e respostas do acelerador eletrônico foram revistos buscando mais progressividade nas reações. E as evoluções aerodinâmicas são para-brisa maior e com ângulo mais pronunciado, carenagem frontal mais alta e larga, e carenagens laterais alargadas, tudo para reduzir o impacto do deslocamento do ar no piloto. A inclusão das asas exerce uma pressão aerodinâmica contra o solo de até 30 kg a 270 km/h. 

Kawasaki Z900 – para o modelo 2021 a naked esportiva foi atualizada com novo conjunto dianteiro full LED, painel TFT colorido de 4,3 polegadas com conexão bluetooth e novos assistentes eletrônicos, o controle de tração e os modos de entrega de potência. Os dois novos recursos permitiram à Kawasaki criar quatro seleções de modos de pilotagem: Sport, Road, Rain e Rider, este último personalizável. 

Royal Enfield Himalayan – a trail retrô foi atualizada no modelo 2021 com ABS que pode ser desligado na roda traseira por um botão no painel para incursões off-road. O freio traseiro também foi reajustado para um acionamento mais preciso e o descanso lateral foi redesenhado e encurtado. Entre os comandos foi incluído o acionamento da luz de emergência (pisca alerta).

Triumph Street Triple RS – a naked esportiva teve a dianteira remodelada com faróis em novo formato, incorporando luzes diurnas de LED. O propulsor 765 de 3 cilindros foi modificado para entregar até 9% mais performance em rotações intermediárias, mantendo o pico de potência em 123 cv a 11.750 rpm, mas o torque subiu para 8 kgf.m a 9.350 rpm (antes 7,8 kgf.m a 10.800 rpm). A versão topo de linha RS se diferencia principalmente pela seleção de cinco modos de pilotagem no painel TFT (atuam sobre entrega de potência, controle de tração e ABS), um ajuste específico do motor 765 visando mais esportividade e componentes de especificação superior, como suspensões Öhlins ajustáveis, pinças de freio Brembo M50 e pneus Pirelli Diablo Supercorsa SP V3. 

Triumph Tiger 900 – a nova big trail da marca inglesa  estará no test-ride nas duas versões topo de linha, GT Pro e Rally Pro. A primeira é voltada ao uso touring no asfalto, com rodas de liga leve e aro dianteiro 19”, e a segunda mais direcionada ao uso misto, com capacidade off-road ampliada por suspensões de maior curso, rodas raiadas e aro dianteiro 21”. O novo modelo 900 é uma moto completamente nova, com outro chassi de treliça e motor. Entre os benefícios estão 5 kg a menos de peso e mais disposição para acelerar em médias rotações.

Yamaha MT-03 – a atualização contempla componentes mecânicos e estéticos. Os itens modificados com finalidades práticas são o garfo da suspensão dianteira passa a ser invertido e o amortecedor traseiro recalibrado em busca de mais estabilidade e “cópia” mais precisa do asfalto. Montando na MT, o encaixe das pernas no tanque foi aprimorado com um desenho mais largo na parte superior e o painel é um display LCD maior. Na parte estética domina a alteração do conjunto do farol, com um pequeno projetor redondo de LED, além das luzes de direção mais estreitas e novas carenagens ao redor do tanque.