Quatro Rodas

MotoGP assina contrato para voltar ao Brasil em 2022

Após 15 anos de ausência, categoria máxima do motociclismo pretende retornar no novo autódromo Rio Motorpark

10/10/2019 10:10

A Dorna, organizadora da MotoGP, anunciou nesta quinta-feira (10) o retorno da categoria ao Brasil. Um contrato de cinco anos foi assinado com a empresa que construirá o autódromo Rio Motorpark, no Rio de Janeiro. Este acordo entre a organizadora e a gestora do circuito valerá de 2022 a 2026. 

O extinto autódromo de Jacarepaguá já recebeu a categoria de 1995 a 2004. Agora está prevista a conclusão da obra do Rio Motorpark para 2021, com 4,5 km de traçado, em Deodoro. O projeto do arquiteto alemão Hermann Tilke, responsável por traçados que já recebem MotoGP e F1, respeitará variações de relevo do terreno. 

Segundo o CEO da Rio Motorsports, proprietária do Rio Motorpark, JR Pereira, será “uma pista com grande variação nesse quesito, comparável a Spa-Francorchamps, na Bélgica, e Red Bull Ring, na Áustria.” Pereira conta que Dorna e Liberty Media, organizadora da F1, sugeriram ajustes no projeto sobre desenho de curvas, áreas de escape e tecnologias a serem disponibilizadas às equipes.   

As obras do Rio Motorpark não foram iniciadas. O processo de licenciamento ambiental precisa ser concluído e haverá uma nova varredura da área em busca de artefatos bélicos. O terreno era utilizado pelo Exército em treinamentos e já passou por uma verificação concluída em 2015. 

 

©Copyright Duas Rodas. Para adquirir direitos de reprodução de conteúdo, textos e/ou imagens: marcelo@revistaduasrodas.com.br 

APLICATIVO



INSTAGRAM