Quatro Rodas

MotoGP: até junho Dovizioso decidirá se fica na Ducati

15/05/2018 11:05

O piloto da MotoGP Andrea Dovizioso e seu chefe de equipe Gigi Dall’igna estiveram em Imola no último fim de semana assistindo à prova da equipe Ducati no Campeonato Mundial de Superbike. E de lá saíram com novidades sobre as negociações para renovação do contrato do piloto italiano a partir da próxima temporada. “Precisamos resolver este problema o mais rápido possível, não é uma negociação fácil e leva tempo”, disse Dall'igna. 

O circo da MotoGP está sendo montado em Le Mans para o GP da França no próximo fim de semana, e de lá seguirá para o GP da Itália no começo de junho. Na casa de Dovi e da Ducati está planejado o anúncio da conclusão das negociações (a corrida será no dia 3, mas anúncios deste tipo costumam ocorrer dias antes da prova): “Definitivamente para Mugello teremos a resposta definitiva”, estabelece o chefe de equipe. “No momento nosso foco é chegar a um acordo com Dovizioso. Depois disso começaremos a pensar em outros pilotos.” 

A Ducati parece confiante em um resultado positivo, apesar de saber que a Honda também conversa com Dovi para que substitua Dani Pedrosa. Na negociação o piloto italiano está pedindo um aumento de salário correspondente aos resultados que obteve desde 2017 vencendo corridas e disputando o título com Marc Marquez, enquanto o companheiro Jorge Lorenzo contratado por seis vezes mais terminou a temporada passada em 7º e conseguiu apenas um 2º lugar como melhor resultado (atrás de Dovi). Uma oferta da Ducati para triplicar o salário dele já teria sido recusada, e a fabricante se posicionou que no caso de Lorenzo só haverá renovação com uma redução de salário que também corresponderá ao desempenho alcançado. 

 

©Copyright Duas Rodas. Para adquirir direitos de reprodução de conteúdo, textos e/ou imagens: marcelo@revistaduasrodas.com.br   

APLICATIVO



INSTAGRAM